On-line

Nós temos 12 visitantes online

Início

Localizar

Cidades


CONHEÇA CIDADE

CURRAIS NOVOS - Antes da chegada dos colonizadores portugueses, habitavam esta região os índios Cariris. No ano de 1755, o Coronel Cipriano Lopes Galvão, vindo de Igarassu, PE, onde casara com dona Adriana de Holanda e Vasconcelos, fixou residência na “data do Totoró”, estendendo pela região do “São Bento” uma fazenda de gado. Na bifurcação dos rios Totoró e Maxinaré, confluência de vaqueiros, construiu, em 1760, uma casa e três “novos currais”, de pau-a-pique com troncos de aroeira, usados para o gerenciamento da criação, compra e venda do gado. Foi da identificação com a pecuária, de onde surgiu o nome da futura cidade e o seu primeiro ciclo de desenvolvimento.

O primeiro de seus filhos do Coronel Cipriano Lopes Galvão, o Capitão-Mór Cipriano Lopes Galvão (nascido em 1753), proprietário do Sítio São Bento, a pedido do pai, constrói uma capela em honra a Sant’ Ana, custeando e doando “meia légua de terra”, na ponta da Serra do Catunda, para patrimônio da santa. Em 1808, devido ao desenvolvimento agropecuário, já havia outras famílias de colonizadores fixados na região, constituindo um povoado. Assim, em 26 de julho de 1808, concluída a capela, realizou-se a primeira procissão com a imagem de Sant’ Ana (trazida do Recife), levada pelo Capitão-Mór, sua família, criados e amigos, do Totoró até a capela.

Tendo crescido a população do povoado, a Capela original já não comportava seus fiéis, por isso, em outubro de 1889, inicia-se a sua demolição para a construção de uma igreja – hoje Matriz de Sant’ Ana.

Currais Novos foi Distrito de Paz do município de Acari até o ano de 1890, quando, em 15 de outubro, foi elevado à condição de município autônomo e sua sede, à categoria de vila – sendo instalado a 6 de fevereiro de 1891. Em 29 de novembro de 1920, a vila é elevada à categoria de cidade.

Entre as décadas de 40 e 60, Currais Novos viveu seu apogeu econômico com o auge da exploração mineral. Tornou-se um dos maiores exportadores de Scheelita do mundo, causando uma revolução no modo de vida da população. Atraiu gente de todos os lugares, chegando a ter uma população de 60 mil habitantes.

Com isso, a cidade passou a ser uma das mais importantes do estado potiguar, adquirindo traços modernos e cosmopolitas, se dando ao luxo de ser visitada por presidentes da República, artistas e magnatas. O maior expoente desse período histórico foi a figura de Desembargador Tomaz Salustino, proprietário da Mina Brejuí.

Atualmente, com uma população em torno dos 45 mil habitantes, Currais Novos localiza-se a 180 Km da Capital Natal (BR 226), a uma altitude média de 341 metros acima do nível do mar, o que caracteriza seu clima árido. Sua temperatura média anual em torno de 27,5°C, é amenizada nas temporadas de chuvas que ocorrem entre os meses de fevereiro a maio, mudando sua passagem cinzenta e seca para um imenso bosque verde, com belíssimas paisagens naturais, de encher os olhos.

Currais Novos também conta com serviço de comunicação avançado, além de duas rádios AM (Ouro Branco e Currais Novos), duas FMs (Antena 3 e FM 95,1 ), e Tv a cabo, sendo inclusive, a primeira cidade do interior do Norte/Nordeste a dispor desse meio de transmissão, proporcionando a cidade vários canais locais: Sidys , TV Com, Tv Câmara, e TV Cristo Rei. Além de jornais impressos e sites que cobrem todos os eventos da região, inclusive com transmissão ao vivo, especialidade do Grupo CN Agitos, que conta também com site atualizado diariamente, a primeira rádio com programação em estúdio do RN e também a primeira tv online potiguar, além de vários serviços pioneiros.